Bruna Surfistinha

20 de abril de 2011


"Eu sabia que meus pais saiam de ferias aquela época ai fiquei imaginando eles todos juntos sem mim, no fundo eu tenho muita saudade deles principalmente da minha mãe. Mas eu não me arrependo de nada… nem do sexo ,nem das drogas que eu consegui arrancar da minha vida. Se não fosse desse jeito eu não teria amadurecido, não teria aprendido a me cuidar, a gostar de mim como eu sou. Hoje eu tenho certeza que foi como garota de programa que eu aprendi a não julgar, a aceitar as pessoas como elas são,como elas conseguem ser. Eu conheci todo tipo de gente boas e más… a melhor delas foi a Gabi, não virou estilista mas ta trabalhando numa loja, ela não tá aqui hoje por que ta passando o fim de semana com a mãe. Depois de tudo isso eu sei que eu fiquei menos egoísta! Talvez se eu não tivesse saído da casa dos meus pais a minha relação com eles tivesse voltado ao normal. A Bruna nem teria existido… E só a Bruna poderia chegar a essa conclusão, nunca a Raquel... E eu combinei comigo mesma que só ia deixar de fazer programa depois que juntasse uma grana boa pra ficar tranquila. Pra isso eu precisava de mais 800 programas. E se um dia eu sair dessa vida, eu quero sair como eu entrei assumindo que foi uma escolha que eu fiz!"

Vale a pena ver, uma história verídica. 

2 comentários:

  1. Por acaso já estava curiosa para ver esse filmes, historias verídicas são sempre excelentes. :)

    ResponderEliminar

CONFESSIONS OF A SHOPAHOLIC © 2017
Template by Blogs & Lattes